Talibãs espancaram jornalistas durante protesto de mulheres em Cabul

Vários jornalistas foram espancados pelos talibãs na altura em que tentavam reportar uma manifestação de mulheres hoje no centro de Cabul, no Afeganistão.

Inicialmente, um grupo de cerca de 20 mulheres conseguiu desfilar no centro da capital do Afeganistão durante quase uma hora e meia para defender o direito ao ensino e ao trabalho.

“Desemprego, pobreza e fome” e “Queremos trabalhar” foram algumas das palavras de ordem das manifestantes que se apresentaram com lenços pretos, casacos e calças coloridas no protesto que pedia a reabertura das escolas para jovens estudantes do sexo feminino.

A última manifestação de mulheres no Afeganistão ocorreu a 30 de setembro e foi dispersada pelos talibãs poucos minutos depois de ter começado.

Hoje, os jornalistas presentes foram impedidos de se aproximarem das manifestantes e proibidos de fotografar ou filmar o protesto tendo sido violentamente afastados pelos talibãs que se encontravam no local.

As mulheres não foram atacadas fisicamente durante a marcha mas foram insultadas pelos talibãs, disse à France Presse uma das organizadoras do protesto.

Fonte: Noticias ao Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.